Seguindo a tendência de guias, venho trazer um guia sobre counter pick. É, sobre essa arte que é analisar a equipe adversária e escolher o melhor herói para tentar anular o máximo possível – principalmente – o carry e o mid inimigo.

Pretendo fazer algumas edições e prefiro fazer assim, para que eu consiga passar as informações necessárias de forma eficaz e o mais simples possível, para maximizar o entendimento.

Nessa edição, analisei o último draft da final do The International 5, falei sobre alguns heróis do meta e também sobre heróis que tem aparecido nas minhas partidas.

Vamos começar.

Analisando a equipe adversária

É uma parte crucial do que se diz respeito ao counter pick. É preciso analisar friamente o que a equipe adversária está trazendo para o jogo.

Vou pegar um exemplo de 6 milhões de dólares. Podem falar o que quiser, que ele é mimado, fala demais, fala muita bobagem; mas temos que admitir algo, ele é um monstro no draft.

11855811_952074901514614_5338236524086780547_nNa final do The International desse ano, ppd mostrou do que é capaz – o que eu escrevi aqui é o que eu interpretei sobre o draft dele, há sim a possibilidade de diferentes interpretações sobre isso.

O ppd sabia que o Agressifcarry da CDEC – tinha como principal herói, o Phantom Lancer. O que ele fez? Deixou de bandeja para o Q – drafter da equipe chinesa – escolher ele.

Os dois primeiros banimentos da CDEC foram LeshracTechies. Já os dois banimentos da Evil Geniuses foram o Bounty Hunter – que não escapou do ban na final – e o Tuskar.
A CDEC escolheu Clockwerk e Lina. A Evil Geniuses respondeu com um Gyrocopter – o carry do meta atual – e a Naga Siren – um pick peculiar.

Agora, analisando friamente os dois banimentos seguintes, a CDEC tirou Dark Seer e Shadow Fiend do jogo.
E tudo se resume ao ban do Ember Spirit. Sim, o ban do Ember Spirit significou uma coisa para a CDEC: vamos escolher o Phantom Lancer.
E não deu outra, a CDEC caiu na estratégia do ppd e acabou escolhendo o carry preferido do Agressif.

Outro ponto que devemos observar sobre o quanto ppd queria jogar contra esse Phantom Lancer, foi os dois últimos suportes, Earthshaker e Ancient Apparition.

1Ele tinha um combo na cabeça, um combo que iria resultar em um team wipe e que encaminharia a vitória. O combo contava – talvez – com o ultimate da Naga Siren, junto com os ultimates do Gyrocopter, Earthshaker e Ancient Apparition.

Não foi muito bem isso que aconteceu, mas o final saiu como planejado – ou quase isso.

A CDEC – ao meu ver – foi bem imprudente ao entrar no roshan sem uma smoke. Era o espaço que a equipe norte-americana esperava e com um Ice Vortex no pés, foi a última coisa que quatro, dos cinco jogadores, viram. Acompanhado de um Ice Blast, o Echo Slam foi devastador.

Resultado de tudo isso: vitória da Evil Geniuses.

Começando do básico

Alguns itens/heróis podem fazer a diferença quando o assunto é anular algum herói adversário.

Vejamos alguns exemplos básicos, mas que podem ser decisivos.

Jogando contra um Void, vou demonstrar itens e magias que podem ser bem eficientes contra esse carry e que dentro da Cronosfera, é difícil pará-lo, mas há algumas alternativas.

2A Fissura do Earthshaker é uma das maneiras. Se conseguir encaixar bem essa magia, o Void não conseguirá bater no seu aliado – no caso da imagem, a Mirana – fazendo assim, um bom uso dessa magia.

a3Usando agora, um item para atrapalhar o Void dentro do seu ultimate, é o Cajado de Eul’s. É um item barato, que dá uma boa regeneração de mana e que dura 2.5 segundos, o que já é bastante tempo, considerando a duração da Cronosfera (que tem uma duração de 4/4,5/5 segundos e com Aghanim’s 4/5/6 segundos).

4Outro item muito eficaz contra o Void dentro da Cronosfera, é a Halberd. É um item que eu sinto falta – nas partidas que eu jogo – e que é extremamente eficiente se souber usar. Quando a Halberd é ativada no alvo inimigo, ela desarma o herói por 3 segundos – em heróis melee – e 4,5 segundos – em herói ranged -.

Supondo agora que você esteja jogando contra um Invoker, ou um Enigma. Qual herói muito efetivo contra esses dois?

5Sim, o Silencer. É um carry – ou suporte, ou mid -. É um herói bastante versátil e que pode ser feito nessas três posições.

6

7O ultimate do Silencer cancela o Buraco Negro e isso pode salvar uma team fight que parecia perdida.

*Observação: O Silêncio Global passa por BKB (Black King Bar).

Alguns heróis do meta

dd1Falando sobre o que fazer quando está jogando contra o Leshrac, podemos citar o Pugna, que com sua Sentinela Anti-magia, consegue dar um bom dano em cima desse herói que tem aterrorizado o mid.

2aaAgora, um carry que se vira bem contra o Leshrac, é a Medusa. Usando seu ultimate, ela anula completamente esse mid que tem dado trabalho.
Não preciso nem citar que a BKB é essencial jogando contra um herói que é puro dano mágico.

Mudando agora de herói, vamos ficar na cola do Gyrocopter.

3aaUm carry que dá trabalho para o Gyrocopter, é o Clinkz. Ele tem um burst damage muito alto e consegue descer ele sem maiores dificuldades. É bom observar que o uso da Malevolence amplifica sua chance de matar o Gyrocopter, deixando ele em uma maior desvantagem por causa do Silencer e por causa do dano que a Malevolence vai dar no final.

O Bloodseeker é outro herói que vem aparecendo bastante e que está tendo um win rate satisfatório.

4aaUm herói efetivo contra ele, é o Chaos Knight. Tanto por causa de seu stun que pode chegar aos 4 segundos, quanto ao dano que é dispensado quando ele usa suas cópias – e o número de cópias ainda pode aumentar usando uma Manta -.

6aaOutra dica boa e válida é sempre andar com Teleporte.

Herói com movimentação extra

7aaQuando está lidando contra heróis que possuem Blink – seja por ter comprado o item, ou por possuir essa magia -, o melhor a se fazer é escolher suportes que possuem um disable instantâneo.

8aa

9aaHeróis cujo possuem esse disable instantâneo, vale a ressalva pelo Shadow Shaman e pelo Lion. São muito efetivos no quesito “controle total, sem deixar escapar”.

10aa

11aaOutra observação que deve ser feita é que o Lion, além de dois disables, ele possui um ultimate com alto poder de burst damage. Então, contra um Anti-mage que possui pouco hp – mesmo ele tendo a passiva que dá resistência a dano mágico para ele – o Dedo da Morte desce o Anti-mage – ou uma Queen of Pain – muito rápido.
É claro que o dano por si só não vai matá-lo (a menos que ele esteja com o hp baixo), mas se tiver um follow up da equipe, é morte na certa.

About The Author

Depois de muito tempo tentando entrar no cenário competitivo de Dota e ver que era ruim demais para isso, Sckharr viu que suas chances eram remotas e então decidiu dar mais atenção ao hobby que ele mais gosta: escrever sobre Dota. Atualmente é responsável pelo cenário americano na joinDOTA, e agora faz parte dessa equipe que deixa vocês informados sobre tudo que acontece no cenário nacional e internacional. Tudo isso aqui, no nosso querido WTD.

Related Posts

2 Responses

  1. Rafael

    Bem legal o escrito. Mas ficou uma dúvida. Quando você fala dos heróis banidos pela Evil Geniuses, você usa o nome Tuskar. É Tusk ou Huskar?

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.