Como todo ano, desde o primeiro The International, dez times são convidados para o evento principal. Esse ano tivemos a novidade da “Open Qualify” que dá oportunidade para os times que não ganharam o convite, de disputar o The International 5. Tínhamos alguns times brasileiros na disputa, dentre eles, paiN Gaming, INTZ, Sem Xorah Red, BoraDota, Sem Xorah White, 2ez4 entre outros, mas acabaram caindo por causa de algumas adversidades, principalmente o ping.

A paiN Gaming fez um early game muito bom pra cima da TongFu NA, mas não conseguiram administrar a vantagem e acabaram dando chance à equipe adversária. Outra equipe brasileira, a BoraDota, acabou caindo para a equipe favorita à vaga, a Summer’s Rift. A equipe não conseguiu a vaga garantida nas qualificatórias americanas após trocar um jogador, James “miraclechipmunck” Poguiretchik pelo ^^DragonFist^^, top 1 no ranking das Américas. Essa mudança no roster da equipe pode ter tido uma influência negativa na Alliance por não receber o convite direto e, até mesmo, para aqueles que estavam esperançosos na paiN Gaming receber o convite, fica aí um dos motivos pela equipe ter ficado de fora desse seleto grupo.

A vaga acabou ficando mesmo para os peruanos da Unknown.xiu após vencer a eGamersX por 2-1.

Unknown

Imagem cortesia da GosuGamers.

Pode parecer um time ‘novato’ mas o time é composto por alguns jogadores que já fizeram parte da Union Gaming. Algumas equipes já estão na disputa para as seis vagas restantes para o The International esse ano, como a Not Today, Void Boys, eHug, ROOT Gaming, Team Leviathan, mousesports, Complexity Gaming, North American Rejects e a Wheel Whreck While Whistling.

A Open Qualifier acabou ficando assim:

  • Na América, com a Unknown.xiu.
  • Na China, com a Wings Gaming.
  • Na Europa, com a Yellow Submarine.
  • No Sudeste da Ásia, com a Invasion e-Sports.
11295631_889612037776903_6755889685925439717_n

Imagem cortesia do Wykrhm Reddy.

About The Author

Depois de muito tempo tentando entrar no cenário competitivo de Dota e ver que era ruim demais para isso, Sckharr viu que suas chances eram remotas e então decidiu dar mais atenção ao hobby que ele mais gosta: escrever sobre Dota. Atualmente é responsável pelo cenário americano na joinDOTA, e agora faz parte dessa equipe que deixa vocês informados sobre tudo que acontece no cenário nacional e internacional. Tudo isso aqui, no nosso querido WTD.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.