Muito se falou sobre a copa do mundo de 2014 e o maior questionamento foi, “O que nos restara após a copa?” o famoso Legado.

A copa do mundo ocorreu também no Dota2, não ocorre de quatro em quatro anos, bem pelo contrário, todo ano temos uma edição, contudo, é igualmente importante, todo o planejamento da temporada é voltada para este evento.
Neste ano foi diferente, o The International, como é chamado, está cada vez mais forte e atingiu marcas muito importantes neste ano, dentre elas podemos citar que houveram qualificatórias de diversas regiões, que foi transmitido por uma rede de TV voltada ao esporte e a mais importante de todas as marcas, o grande prêmio de mais de 10 milhões de Dólares.
Frente a isso, o que podemos esperar do dota para os próximos anos? Qual foi o impacto deste torneio? Qual o Legado do The International 4?

Primeiramente vamos falar um pouco de o que foi o The international.
A Valve convidou os 11 melhores e mais estáveis times de dota do mundo para participar do torneio, Foram eles: Natus vincere, Alliance, Team Empire, Fnatic, Cloud 9, Evil Geniuses, Invictus Gaming, Newbee, Team DK, Vici Gaming e Titan.
Também disponibilizou 5 vagas para os melhores times de cada região.

  • Américas: Natus Vincere.NA (Jogou as eliminatórias sob o nome de North American Rejects)
  • China: LGD Gaming
  • SEA (Sudeste asiático): Arrow Gaming
  • Europa: Mousesports

A última vaga foi disputada pelos melhores segundos colocados das classificatórias e quem a faturou foi o Team Liquid.
O torneio teve uma fase inicial de todos contra todos onde os dois primeiros colocados garantiam vaga ao evento principal e os oito seguintes disputariam as vagas em uma fase mata-mata.
Vici Gaming e Evil Geniuses terminaram nas duas primeiras posições e Natus vincere, Cloud 9, Invictus Gaming, Newbee, Team DK, Titan, LGD Gaming e Team Liquid foram para o mata-mata que mandou embora Team Liquid e Titan.
a partir dai ficou montado o evento principal tendo na chave dos vencedores Vici Gaming, Newbee, Evil Geniuses e Team DK, os demais na chave dos perdedores, destes oito times, sete são chineses.
Por fim, a grande final foi decidida entre os Chineses Newbee e Vici Gaming sagrando como campeão e recompensando com mais de 5 milhões de dólares a equipe do Newbee.

Este foi o torneio em si, mas o prêmio atingiu esta marca record devido a venda de compendiuns, que na mais é que um “guia do campeonato” onde pode-se fazer previsões, colecionar figurinhas, votar em próximas atualizações e etc.
No Brasil o valor do compendium era aproximadamente 20 Reais, destes uma porcentagem do valor era acrescido diretamente ao prêmio do campeonato que inicialmente era “apenas” 1,6 Milhões, não bastando isso o compendium tinha um nível e para aumentar este nível havia várias maneiras, ganhando prêmios em partidas, cumprindo desafios e tarefas do compendium e é claro, comprando, e comprando experiência para estes níveis também revertia em dinheiro no prêmio final do campeonato. O resultado? 10,928,675 Dólares.

Tudo isso que falei foi só para dar ideia da Abrangência do torneio, do quanto representa economicamente, do tamanho do seu público e da força dos times chineses. Isso tudo vai ser importante para compreender quais serão os impactos deste torneio daqui pra frente.

 

Newbee após jogo contra EG

Newbee após jogo contra EG

ATITUDE

Algo que chamou muito atenção no The International foi a supremacia chinesa, nas últimas três edições a final sempre teve algum time europeu, neste ano somente chineses disputaram o Aegis of the Champions, se for voltar um pouco na competição podemos ver que cinco dos oito classificados para o evento principal eram da china.
Chineses são melhores? Podemos dizer que frente a esta amostragem sim, mas a grande questão é a seriedade com que os times chineses tratam a carreira de jogador.

Poucos times europeus tem rotinas de treinamentos, há jogos treinos, há disputa de campeonatos e basicamente só isso, a maioria dos jogadores europeu tentam conciliar Dota com outros afazeres e muitas vezes quando jogam dota são partidas casuais para stream, claro ai é uma fonte de dinheiro e há exigências por parte de patrocinadores, mas a questão é que na Europa Dota é visto como uma atividade secundária, na China, ser jogador é uma carreira, que é reconhecida e levada a sério, ou seja, requer estudo, requer treino, requer pratica de fundamentos básicos.

Qian Lan entrevistou Hao (Carry campeão pela Newbee).
Perguntou: Vocês jogaram contra vários times estrangeiros neste campeonato, O que você achou deles?
Resposta: “Todos os times estrangeiros são muito fortes, mas parece que eles se perdem um pouco em suas estratégias. Eu sinto que o trabalho em equipe deles não é tão forte quanto o dos times chinês, incluindo nós, e é por isso que somente o EG conseguiu chegar no top3. Eu acho os times do ocidente muito fortes e muito habilidoso, mas suas estratégias e a execução delas não é tão bem refinada quanto as nossas.”

Este trecho deixa claro que na visão de Hao Ocidentais e Orientais são igualmente fortes, mas os chineses praticam e estudam mais o jogo e isso além de lhes dar mais precisão fortifica cada vez mais o trabalho em equipe.

O resultado do TI4 soou como um sinal que dizia: “Os chineses estão trabalhando duro”
Não é necessário mais somente talento para se tornar um campeão de dota, há muito em jogo e o primeiro grande ensinamento que do TI4 é que empenho, dedicação e treinamento são fatores importantes para quem quer sair campeão. Acredito que a partir de agora não só os jogadores mas as organizações do ocidente irão repensar sua visão de como gerir e aperfeiçoar uma equipe de dota, pois não basta trocar os jogadores tem que treinar uma equipe.

ESPN transmitiu o campeonato de Dota 2

ESPN transmitiu o campeonato de Dota 2

OPORTUNIDADES

Tudo onde há dinheiro, há oportunidades e o TI4 provou que há muito dinheiro no mercado de Dota.
Se haviam dúvidas quanto a rentabilidade do mercado, acredito que ela tenha se esvaído, Ti4 provou que vale a pena investir e não só isso provou que a visibilidade gerada é imensa.

A ESPN cobriu que cobriu o evento se surpreendeu com o retorno que deve, mesmo passando no canal em um horário menos prestigiado, Ti4 teve uma audiência que superou em muito as expectativas da emissora.
Isso abre muita margem para entrada de novos patrocinadores na área, alguns até nem ligados ao meio do e-sport… Está circulando por ai boatos de que a YouPorn quer patrocinar uma equipe de Dota, já pensou?

Enfim, tendo visibilidade, viabiliza o dinheiro e tendo dinheiro haverá mais times e mais campeonatos o que demandará Organizadores, Jogadores, Narradores, Comentaristas, Apresentadores, Manager (de equipes e atletas) e é claro as equipes técnicas que viabilizam tudo isso, sem contar segmentos de comercio de artigos vinculados as marcas de equipes, jogadores e patrocinadores, como camisetas, brinquedos e etc. Isso tudo sem levar em consideração novos segmentos que hoje nem fazem parte do mundo de Dota.

KeyArena

Internacional rendeu muito mais que apenas bons jogos 

MERCADOS EMERGENTES

Outro grande mercado que este torneio teve foi dar a oportunidade de times menos prestigiados a participar, quando digo menos prestigiados quero dizer fora do eixo NA-EUROPA-CHINA-MALASIA/CIGAPURA, as qualificatorias deram oportunidades a times Sulamericanos e coreanos de também participarem.
Por mais que não se esperasse que uma equipe sulamericana fosse campeã ou se quer se classificar, estas classificatórias passaram a mensagem de que é possível ser um campeão mundial de dota, pois há oportunidade.

Bom, tendo possibilidade e sabendo que pode dar retorno financeiro, a resposta para isso só pode ser tentar.
Éramos um mercado esquecido, que paga pouco e que não é levado a sério, mas no momento em que chegamos a estas proporções, o único resultado que consigo ver é o surgimento de novas equipes, aumentando a competitividade e consequentemente o nível do dota sulamericado. Torneios cada vez mais regulares estão surgindo e se consolidando, como por exemplo a SDL que vai a sua quarta temporada, prêmios cada vez mais atrativos estão aparecendo como a Zotac que pagou 10 mil reais, faltam apenas times mais competitivos e isso é questão de tempo.

estrelas do dota

Muitas mudanças e um novo Dota

THE INTERNATIONAL 5.

Depois de tudo isso, nos resta a expectativa para o próximo The International, pesquisando junto à comunidade Brasileira percebi que a expectativa é alta, falasse em prêmios cada vez maiores, há sugestões de formato de copa do mundo com qualificatorias mais complexas e chaveamento de times levando par a um emocionante mata-mata.
Não sabemos como será fica ai a expectativa de como será o TI5 e qual pode ser o legado dele a comunidade de dota, até então o que sabemos é que o TI4 nos mostrou que há muito dinheiro em jogo, que há muita visibilidade e que somente os mais preparados erguerão sobre suas cabeças o Aegis of the Champions.

E Você… O que espera deste pós-TI4 e quais são as expectativas para o TI5?
Por fim gostaria de agradecer a Pancho-, Shigueo e Karalh0s no auxílio ao artigo e especialmente a Gisa por me convidar a fazer parte deste projeto. Espero que gostem!

 

About The Author

Jogador apaixonado pelo jogo Estudioso incansável na busca de cada pequeno detalhe. Joga de suporte roamer a fim de poder explorar cada espaço do mapa e cada um de seus elementos sem restrições.

Related Posts

4 Responses

  1. Tryple_X

    Muito bom o texto.
    Ansioso para ver chegar logo o TI5.
    Já estamos vendo bastantes mudanças no cenário (Novos times sendo criados. Times antigos trocando de jogadores) e isso demonstra que jogadores já profissionais não querem sair do competitivo e jogadores não profissionais estão buscando o seu lugar ao sol.
    Para mim, mero espectador e jogador colouro, resta-me torcer para que mais equipes brasileiras competitivas sejam criadas (Já pensou uma equipe brasileira no TI5?) e aguardar por partidas cada vez mais emocionantes.

    Responder
    • Styðja

      Oportunidades tem né, precisa agora é mostrar isso para alguém que dinheiro e que não tenha medo de investir em algo que ainda não é um mercado consolidado.

      Responder
  2. A ascenção do Dota 2 e o e-sport na mídia - Welcome to Dota

    […] O Legado do Dota continua mesmo após mais de 1 mês de conclusão do The Internacional. O maior campeonato do mundo do e-sport chegou a primeira página da edição de domingo como uma história sobre a ascensão do e-sports (em inglês). O artigo linkado acima é o primeiro de uma série que explora como o competitivo de vídeo-games tem se desenvolvido em um “esporte de espectador” (em inglês). Apesar do marco, não é somente o New York Times que dá atenção ao e-sport. Durante o campeonato a ESPN transmitiu e se espantou com os números de vizualizações do mesmo. O responsável pelo canal se mostrou deveras satisfeito com os números (embora não revelados). […]

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.